A nossa equipe é formada por profissionais com características individuais muito diferentes, o que é considerado muito positivo no mundo dos negócios. Mas todos temos um ponto em comum: somos empreendedores que começaram a trajetória na comunicação aos vinte e poucos anos. Cada um com a sua bagagem, nossos negócios foram se moldando conforme os movimentos do mercado.

Mas o mundo foi mudando e, com ele, a gente também. Sabe aquele momento em que o que você faz já não basta? Sim, a eterna busca pelo propósito, pelo valor, pela realização. Muito bem, chegamos juntos a um ponto em que queríamos mais e, pra isso, tínhamos que voltar alguns passos e fazer o básico. Mergulhamos em nós mesmos em busca de autoconhecimento. Afinal, não é isso o que fazemos para o nosso cliente?

Sim, imersão. Esse foi o primeiro passo para chegarmos ao objetivo de criar o nome perfeito, que nos definisse na essência. Olhamos para nós mesmos e definimos tudo o que não somos para chegar definitivamente ao que somos. Levantamos referências de linguagem, de imagem e sonoras – porque existem nomes ótimos que soam de forma desagradável aos ouvidos. Nos deixamos levar pela criatividade, mas sempre com o planejamento estratégico debaixo do braço. Tivemos insights ótimos, os quais foram ignorados para que pudessem ser retomados e melhorados mais tarde em nome do processo criativo.

A essa etapa, seguiu-se a escolha de alguns termos, que foram avaliados do ponto de vista estratégico e de disponibilidade jurídica e digital. Nosso universo de possibilidades já estava restrito a ponto de não perdermos a trilha e o processo de naming se encaminhava para uma conclusão. Escolhemos um local propício, pois nem sempre o melhor lugar para trabalhar é dentro do escritório e fizemos um último teste com a combinação dos termos até chegarmos ao nosso nome ideal: Seiva Criativa. E quando o encontramos tudo se encaixou perfeitamente e fez sentido para nossos olhos, ouvidos e corações. Estava de pé o primeiro alicerce da nossa identidade.

Pode até parecer fácil pela forma como contamos, mas há uma expressão chave em tudo isso e que, sem ela, teríamos não um brainstorm, mas uma tempestade de sugestões aleatórias. A palavra-chave é planejamento estratégico. Saber quem você é, para onde vai, quais são os seus valores, seu público, quem são os players desse mercado e ter bem claro mais uma série de informações como essas vão pavimentar o seu caminho para o nome ideal de sua marca, produto ou serviço, evitando aqueles atalhos cheios de buracos e armadilhas.

E agora compartilhamos o texto que se seguiu à escolha do nome. Talvez ele só faça sentido pra gente, que tem a Seiva Criativa correndo nas veias, mas ele foi importante para contextualizar a nossa essência e expressar um corpo mais denso para a marca:

 

Quando uma semente encontra terra fértil, inicia a busca pela luz do Sol. Todas as suas forças são empregadas e romper barreiras, crescer e tomar para si o oxigênio circundante.

O que parece apenas um broto sozinho na imensidão que o cerca é, na verdade, uma cadeia de átomos que se multiplica num piscar de olhos; sequências de DNA configurando o porvir, traçando e identificando cada milímetro da futura árvore, da raiz às folhas; suas flores, seus frutos, seus nós.

Essa vida florescente que busca no solo a água que nutre, devolve à superfície beleza, frescor e ar puro. Como é de se esperar, suas raízes quase nunca aparecem, mas avançam firmes em sua meta de manter o equilíbrio. E é ultrapassando obstáculos, percorrendo caminhos, alimentando, crescendo, curando, construindo e prosperando, que segue parte insubstituível desse projeto grandioso e tão elementar. Em todo ser, cuja semente tocou o solo fértil, flui sem cessar a essência que nos conecta. Progride, arrebatadoramente, a Seiva Criativa.

Denise Costa de Oliveira – Publicitária

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Enviando
×

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?